17 de jan de 2012

Man Is The Bastard - Mancruel

Hoje trago a vocês mais um álbum do Man Is The Bastard, os grandes mestres da criatividade e experimentação em matéria de powerviolence!

O álbum (que deu origem ao endereço daqui do blog) da vez chama-se Mancruel e é uma coletânea que reúne 4 músicas do split com os veteranos do Capitalist Casualties (ainda estou devendo álbuns deles aqui) e 6 do split com o "quase desconhecido" Bleeding Rectum, mais 1 música inédita e 3 do Bastard Noise (banda/projeto de noise que conta com Eric Wood, Joel Connell e diversos colaboradores). Apesar de ser uma coletânea, considero este como um dos melhores álbuns da banda, as faixas do split com o Capitalist Casualties foram remixadas exclusivamente para este lançamento em cd, dando uma melhorada em alguns aspectos.

O álbum começa apenas com alguns "ruídos" do Bastard Noise e logo em seguida já cai em "Gourmet Pez", minha faixa preferida não só deste álbum, mas também da banda em geral, ótima letra e música ainda melhor, a faixa ainda conta com os vocais de Andrew Beattie (No Comment, Low Threat Profile, Dead Language), que divide os vocais com Eric Wood e Henry Barnes, não só nesta, mas em outras faixas também.

"Me And Hitler" é a faixa inédita do cd, e é perceptível a evolução da banda se compararmos esta faixa com as demais do cd, e ainda vale lembrar que essa música foi regravada recentemente pelo Bastard Noise em um de seus últimos trabalhos, o EP "A Culture Of Monsters", em uma versão bem diferente desta do Man Is The Bastard, ainda mais comprida e pesada, e cantada (esta versão do Man Is The Bastard é apenas instrumental). Outro ponto alto do cd chega com as faixas "Blinds" e "Foot Binding", também contando com a presença de Beattie nos vocais, essas são tambéms duas das músicas mais conhecidas do Man Is The Bastard;


Mais um pouco de Bastard Noise em "Center Piece" partindo para a curtíssima "Idget Child" já do split com o Bleeding Rectum, um aspecto interessante das músicas deste split é que elas são bem mais experimentais que as do início do cd (split com o Capitalist Casualties), com partes mais instrumentais, mais longas e cheias de efeitos bizarros, vemos tudo isso em músicas como "Kai Lai", "Infibulation" e "Man Is The Bastard", terminando com "She Boar", de apenas 7 segundos, para então encerrar a leva de músicas do split e fechar o álbum com mais uma do Bastard Noise em "Dahmer's Funeral".

Por fim, "Mancruel" é um ótimo registro do Man Is The Bastard, contando com algumas das músicas mais famosas da banda e também, algumas das melhores, uma ótima pedida para quem ainda conhece pouco destes mestres do powerviolence. "I say fuck your money!.Give us gourmet pez!"

Tracklist:

Atomic Clock
Gourmet Pez
Eunch (Reprise)
Me And Hitler
Feed The Octopus
Blinds
Foot Binding
Center Piece
Idget Child
Kai Lai
Son Of Thug
Infibulation
Man Is The Bastard
She Boar
Dahmer's Funeral

Download!

Nenhum comentário:

Postar um comentário