8 de out de 2016

Manpig - The Grand Negative

O Manpig, assim como o Low Threat Profile é uma banda que se perdeu no tempo. Formada no início da década de 90 e fazendo parte da primeira onda do powerviolence, porém algo aconteceu no meio do caminho e a banda simplesmente sumiu do mapa sem lançar nada. Muitos anos se passaram, muitas bandas terminaram, recomeçaram e terminaram de novo e aos poucos, como quem não quer nada, entre 2004 e 2009 gravações foram sendo feitas, dando continuidade a gravações "secretas" feitas em 1992. Tudo isso veio à tona ainda em 2009 pela Deep Six Records que disse que iria lançar o famigerado álbum do Manpig mas ainda não era hora.

O álbum só veio ver a luz do dia em Dezembro de 2012, trazendo 17 petardos que fazem valer a espera de 20 anos. Com uma arte bonitona feita por Rohan Harrison (vocalista do Extortion), o disco possui pouco mais de 20 minutos de duração e segundo os créditos do disco a banda se trata apenas de Matt Domino (Infest) na guitarra e vocal e RD Davies (também do Infest) e o som lembra (e muito) o Infest, principalmente da fase do 'No Man's Slave', destaque para 'You'll Learn Defeat', 'World Wide Suicide (The Grand Negative)' e 'The Hard Act'. Ao que sei a banda não existe e só lançou esse play a fim de registro musical mesmo e nós agradecemos!

Tracklist:

Assimilate
Center Of My Storm
Boot To The Throat
Powder Keg
You'll Learn Defeat
Chew Your Own Leg Off
Big City Salvation
Ten Fold Hate
Out Of Mind
World Wide Suicide
Predator Of The Broken
Crowd Pleaser
Life-like Motions
Character Flaw
The Truth And My Reality
Pot Stirrer
The Hard Act


7 de out de 2016

To The Point ‎– Success In Failure / Mentally Checked Out

Diretamente de Los Angeles, California, o To The Point é mais uma daquelas 'dream bands' do powerviolence. Com Chris Dodge (nem preciso colocar o currículo do cara né?) no vocal, Bob Kasitz (Lack Of Interest, Low Threat Profile) na batera, Dustin Johnston (Marion Barry) no baixo e Kevin Bernier (Lack Of Interest) na guitarra a banda manda aquele bom e velho powerviolence curto e grosso com vocal de lenhador que geral adora.

A banda foi formada em 2011 e desde então já lançou alguns splits e EP's de muito bom gosto e tudo pela Deep Six Records. O som dos caras é tão rápido que vou falar aqui sobre os dois primeiros EP's da banda pro post render um pouco mais. 'Sucess In Failure' foi o primeiro lançamento da banda, em 2012, com 7 sons e quase 5 minutos de duração e já na primeira faixa mostra a que veio: dar estilingada no seu ouvido! Todos os sons são quase emendados um no outro e apesar de dois - ou três, já que Chris Dodge também já tocou no Lack - integrantes do Lack Of Interest o som do To The Point é bem diferente, como o próprio nome diz, eles vão direto ao ponto e o melhor de tudo: sem deixar o som chato ou parecendo que todas as músicas são uma só. Destaque para 'In It For Life' e 'Infected'.

Tracklist:

No Friend Of Bill W.
In It For Life
Free Ride
Socially Inept Network
Infected
Decisions I Immediately Regret
Faces Of Meth



Lançado também em 2012, 'Mentally Checked Out' segue o caminho das pedras do primeiro EP, com 8 sons e pouco mais de 4 minutos, destaque para a curtíssima 'The Result', 'Nothing Is Brutal' e 'Drop The Bomb'. To The Point é aquele tipo de banda que você ouve e fica feliz e chocado em ver como mesmo com o passar do tempo (todos os integrantes da banda já estão na casa dos 40 anos) muita gente ainda daquela primeira e segunda onda do powerviolence americano ainda continua na ativa - seja tocando ou administrando selos e gravadoras - como se o tempo nunca tivesse passado. Outro destaque da banda são os números pequenos de prensagem dos discos, o primeiro EP foram 314 cópias numeradas, enquanto o 'Mentally...' foram apenas 160 cópias, inclusive, até download dos discos é meio difícil de achar mas pra quem quiser, só colar lá no soulseek que tem!

Tracklist:

Punching Holes In The World
The Result
My Cell
No Outcry
Your Downfall Is My Victory
Nothing Is Brutal
Words The Come To Mind (When Thinking Of You)
Drop The Bomb


6 de out de 2016

ACxDC - TBFH Session

Mais uma vez o 'West Coast Power Violence' do Anti Christ Demon Core (vulgo ACxDC) vem ao blog, dessa vez com um registro ao vivo (em estúdio). A pedrada foi lançada em fita k7 pelo selo Not Punk Records (vale a pena dar uma olhada no bandcamp do selo!) em 2013 em apenas 50 cópias, depois alguns sons dessa mesma gravação foram usadas num 3way com o Magnum Force e Sex Prisoner. A gravação em vídeo também foi captada e pode ser conferida pelo youtube no canal do blog Toxicbreed's FunHouse

Confesso que demorei uns bons anos pra deixar de torcer o nariz pro ACxDC e isso só começou de um ano pra cá, em que aos poucos fui pegando a discografia dos caras e hoje posso dizer que, pqp, que banda desgraçada! Eles se destacam principalmente pelos riffs de guitarra que são muito bem construídos e viciantes (e não sou um grande fã de guitarra) e que tem aquela pitada de grindcore e d-beat em algumas musicas, isso tudo somado ao vocal maravilhoso de Sergio Amalfitano e os backs do guitarrista Aldo Felix completam a perfeição satânica da desgraça sonora. 

São 17 sons em 17 minutos em que os caras tocam sons dos dois primeiros EP's ("He Had Comming", de 2005 e "The Second Comming", de 2012) e posso dizer que ao vivo a banda é tão insana quanto no estúdio, não perdem em nada e vendo o vídeo da gravação da até vontade de vê-los por aqui em terras brasileiras, quem sabe um dia? Destaque para 'T-Shirt Time', 'Trolls', 'Eye In The Sky' e 'Crux', enfim, esse play inteiro é destaque, cliquem aí nos links, aumentem o volume e que Satã esteja com vocês! ;)

Tracklist:

Intro
Milk Was A Bad Choice
T-shirt Time
Turtle Power
Trolls
Loathe
Fiction Monger
Eye In The Sky
Worthless
Crux
Leech
We Kill Christians
Broken / Fixed
Bone Claw
Death Spare Not The Tiger
Fuck It Dood. . .Let's Go Bowling
Jokes On You



7 de set de 2015

Weekend Nachos - Punish and Destroy

Banda americana originária de Chicago / Illinois o Weekend Nachos tem sido uma das minhas bandas favoritas da atualidade, formada em 2004 originalmente por  John Hoffman, Adam Inverted, Ron e Andyzarian.
Na atualidade o unico dos membros originais ainda na banda é John Hoffman acompanhado de Andy Nelson, Brian Laude e Drew Brown. (Snyder, Gozer, Jimbo, and Byron.)

Informações acima deveras duvidosas, encontrei muita divergência nas pesquisas hahaha.

Lançado em 2007 pela Cowabunga Records Punish and Destroy é o meu álbum favorito da banda enérgico, agressivo e de uma urgência extrema a banda realiza um grande trabalho em favor da violência sonora se valendo de  canções extremamente pesadas e muito bem executadas.

A banda permanece em atividade é possível acompanha-los pelo Bandcamp e pela página oficial do Facebook da banda.

Tracklist :

Acceptable Violence    
Mocked    
Dog Torture    
Better Off Dead    
Pathetic    
Another World    
Nothing's Changed    
Apolitical    
False Celebrity Kindness    
Suburban Voice    
Transformed    
Hated    
Breed The Plague    
Trapped In A Scene    
Instrumental    
Klan Scouts    
Your Guidance    
Disrespect Your Elders    
My Fellow Man    
Sink To Your Level    
Fashionable Poverty    
Drinking Contest    
Career Homicide    
Pit Fatality    
Expose    
Sick In The Head    
Punish And Destroy

Download!
(Link do blog 'Means of Existence' visita lá!)

16 de jan de 2015

Bastard Noise / Lack Of Interest Split

Primeiramente, valew quem até hoje entra nesse blog procurando por novidade ou só mesmo dando uma olhada no que já foi postado! "The Brutality Continues..."

Volto aqui depois de tanto tempo sem atualizações pra falar de um disco que foi uma ótima surpresa pra mim: o split do Bastard Noise com Lack Of Interest. Digo que esse disco foi uma ótima surpresa pra mim pois confesso ter ele aqui na pasta de músicas há quase um ano e acho que só devo tê-lo ouvido uma ou duas vezes. Hoje resolvi escutá-lo de novo e foi a melhor coisa que eu poderia ter feito hoje!

O split não é nenhum lançamento (inclusive o BN já lançou outros materiais depois desse). Lançado em Dezembro de 2013 pela Deep Six Records, a bolacha conta com 16 sons (4 do Bastard Noise contra 12 do Lack Of Interest) em pouco mais de 26 minutos. Do lado Bastard Noise, o que dizer? Com apenas 4 sons mostram que os anos passado mas a brutalidade continua e é a base dos servos da caveira! Pros sons desse split em questão, a formação foi o Eric Wood no baixo e vocal, Hoak (batera do Brutal Truth) e Aimee Artz nos vocais, teclados e efeitos. O play começa com "Denial Mastered", com a boa e velha contagem '1,2,3,4' pra então dar início a destruição; o som é longo e cheio de quebradas de ritmo. Mas é na próxima música, "Rogue Blue Blood Spill" que a surpresa começa! É pessoal, o Eric Wood continua criativo pra caralho quando o assunto é powerviolence, noise e insanidade! Daí em diante o carro desce desgovernado, é um som mais foda que o outro, meu preferido é "Putrid Hog Men". "The Time Shifter" fecha o lado do barulho bastardo e passamos agora pro lado do Lack Of Interest, que também trouxe boas surpresas!

A maior surpresa do Lack Of Interest foi a presença de Rick nos vocais novamente (que faz aqueles vocais de rufus lenhador no "Trapped Inside"), mas logo descobri que minha surpresa foi na verdade uma uma desatualização minha, pois o cara ta de volta desde 2012 ou 2011 (visto que é ele também nos vocais dos sons do split com o Weekend Nachos). Bom, o Lack Of Interest é como o AC/DC do powerviolence: muda a formação, muda o vocalista mas o som é sempre o mesmo, e isso não é visto como defeito, pelo contrário, quem curte o som dos caras já espera por isso. Aí é que realmente me surpreendi! "Sweet Bitter Taste" é o nome do som, dali em diante vemos o "Lack Of Interest de sempre" e também uma mudança ferrenha em alguns sons e que só deixaram os sons ainda mais brutais. Enfim, as duas bandas são mais do que veteranas no powerviolence e da melhor leva! Deem uma ouvida nesse play que vale a pena, demais!

É bem provável que a gente não poste mais links de download, como podem ver, não temos mais tanta paciência nem tempo pra atualizar de maneira satisfatória o blog, mas enquanto da vamos colocando links de outros blogs ou link do full album no Youtube. Valew!

Tracklist:

- Bastard Noise
Denial Mastered
Rogue Blue Blood Spill
Putrid Hog Men
The Time Shifter
- Lack Of Interest
Tables Turned
Grown To Sicken
Sweet Bitter Taste
Fear None
Losing Streak
Hands Up
Headtrip
Resist And Conquer
Chasing A Hearse
All That's Lost In Your Life, I'll Help You Find
Happy Faces
Live To Fight

Download!
(Link do blog 'We Last Longer!')

30 de nov de 2013

Ultimate Blowup - Self Titled 7''


 Direto de Istambul, Turquia cidade essa que já foi um dia berço dos impérios Romano, Bizantino e Otomano apresento hoje o Ultimate Blowup!
 Formada por Baris, Can e Ugur a banda teve pouquíssimo tempo de atividade, se manteve entre 2009 e 2011, fizeram uma turnê européia em 2010 e nesse meio tempo chegaram a lançar alguns Splits com bandas como Jigsore Puzzle, Kali, Henry Fonda e Kasatka, uma Demo Tape e este 7 polegadas que estou disponibilizando hoje!

Lançado em 2010 pela Killed by Death (?!) Records esse 7" nos mostra uma clara influencia de bandas como Infest, Spazz, Crossed Out e toda a sorte de lançamentos da Slap a Ham records!
 A banda não apresenta nenhuma novidade, violentas linhas vocais graves e agudas se alternando, sons curtos, riffs apressados quebrados por levadas sludges, é aquela velha formula que de uma certa maneira sempre dá certo e certamente agrada aos ouvidos dos fãs de todo esse desserviço musical!

Pra quem é simpatizante da primeira onda e já está furando os tímpanos de tanto ouvir o Slave essa é uma boa pedida pra quebrar a rotina.



Tracklist:


Useless Friend Workshop        
Kindergarden Propaganda        
Domestic Dispute        
Into Da Grinda        
Elimination Sequence        
Our Scene Sucks        
Chain Of Weakness        
Can't Break The Fall        
Spastic Youth Enrage        
As The Balance Shifts        
First Summer Hit        
Penis 'n' Roll


29 de nov de 2013

Hatred Surge - Human Overdose


 Após um longo (muita ênfase em longo) tempo de recesso, voltei (talvez só hoje talvez por um tempo, talvez duas semanas. Quem sabe?!) a postar neste morto vivo!
 Trago pra vocês hoje mais um lançamento dos Texanos do Hatred Surge mais informações sobre os ditos cujos aqui.

 O álbum da vez se trata de "Human Overdose" lançado no ano de 2013 pela Iron Lung Records!
 O Hatred Surge é formado ainda pelo trio inicial, contando com o Multi-instrumentista Alex Hughes (Insect Warfare e mais uma caralhada de bandas) nos vocais e baixo, Chris Ulsh (Mammoth Grinder, The Impalers) nas guitarras e Mike Sharp (the impalers) na bateria.

 Human Overdose nos traz um Hatred Surge mais preciso e "equilibrado" comparado aos registros anteriores, muito bem gravado e executado não chega a ser tão "Massudo" quanto Deconstruct mas, isso é claro, não significa que deva algo nesse quesito muito pelo contrario! Ainda continuo tendo a impressão de ter os orgãos internos massageados ao ouvi-los!
 A influencia Death Metal aparece bem mais clara nesse album o que nos presenteia com Riffs muito bem construidos e baterias que nos dão pouco tempo pra respirar, o vocal de Alex Hughes continua impecável se mantendo pra min um dos melhores do gênero; Porem não posso deixar de citar que a ausência dos vocais de Faiza Kracheni fazem uma falta considerável no conjunto da obra.

 Concluindo o álbum pra min não é nenhuma obra prima, depois de Deconstruct acho difícil eles se superarem, mais vale muito a pena baixar e tirar sua própria conclusão!
 

Tracklist:


Figurehead
Psychonaut    
Hierarchy     
Inoculation    
Body         
Four Walls    
Skinjob    
Suicide Mission    
Delta Nine        
God Complex        
Jacob's Ladder
Human Overdose


Download!

23 de set de 2012

Jazzüs vs Chuck Norris - Split

Ambas as bandas originárias da região sudeste do Pais mais necessariamente Espirito Santo, Chuck Norris formado em 2002, na data de lançamento desse Split contava com Chico, Raphael, Lucas e Léo a ultima formação da qual eu tenho noticia ficou Chico, Yulo, Lilo, Alexandre e Raphael atendendo pelo nome de Chico Noise devido à, reza a lenda uma ameça de processo do próprio Coronel Scott McCoy, Já o Jazzüs eu não tenho muita informação pra dividir, revirei a internet atrás de informações mas sem muito sucesso quem tiver algo que eu possa acrescentar aqui por favor, só jogar nos comentários!

Esse, é na minha opinião o melhor e mais marcante registro do Powerviolence nacional! Lançado aqui no Brasil no ano de 2002 pela Laja Records e pela Thrown into Disorder na Alemanha, a arte de capa foi feita por Francisco Félix de Curitiba, que já fez capas para bandas como I Shot Cyrus e Infect.
A parte que diz respeito ao Jäzzus são os últimos sons da banda e correspondem à duas diferentes gravações, prestando atenção nota-se uma certa diferença entre elas. Instrumentos desafinados, velocidade, alternações bizarras e um vocal inteligível, uma clara origem positiva do "sêmen de Mark McCoy"; Definitivamente o mais verdadeiro espirito do DIY convertido em barulho!
Da parte do Chuck Norris temos uma banda mais precisa com uma bateria bem executada, guturais e berros se alternando (com participação do Bebe do Mukeka di Rato), passagens agressivas muito bem colocadas sem ficar devendo nada na violência sonora que o estilo pede, pode se dizer que é praticamente um Yacöpsae do 3° mundo, com uma pitadinha de simpatia!
Todo esse caos sonoro é dividido pelas palavras do "carismático" senhorzinho intolerante de direita Luiz Carlos Alborghetti.

Esse é obrigação pra quem curte a vertente barulhenta do estilo dou destaque principal ao Jazzüs que é influencia do proprio Chuck Norris (Chico Noise) que por sua vez tambem influenciou muitas bandas nacionais, e sempre me lembra dias melhores que essa cena já teve por aqui.

Jäzzus
Já não Quero um Split com o Agathocles
Se Cada um Fizesse sua Parte Tudo Continuaria a Mesma Merda
Sobre o Triste Fim de Roberto Campos
Sim, Eu Obedecerei ó Senhor, Pois ti Nada Sou
A Vida Privada de Einsenhower (#)
Se a Politica for Chata me Chame de Apolitico, se a Diversão for Vazia me Chame de Ranzinza
Aprenda Aqui Como ser um Fulho da Puta(Sem Tirar nem Por)
As Lentes do Binôculo Made in Taiwan só Visualiza a Cultura Ocidental
Independe, o que Importa é que Vence
Cumplicidade Abençoada
Construindo Uma 'Opnião Pública'
Chuck Norris (atual Chico Noise)
Multinacionais
Quero ser Status
Vista-se e Comporte-Se Acordo com os Eventos e Ocasiões
Você Esta Acomodado
Proteção?
Morto em Vida
Mudança
Faça o que eu Digo
Sempre Certo
Ás Vezes ser Falso é Melhor do que ser Sincero

Download!